Palavra da Diretoria – Agosto 2017

“A riqueza é a menor das necessidades; a maior é a sabedoria”. (Gotthold Ephraim)

É especialmente rico quem tem em si um coração leve e de muita luz, que gera sabedoria e distribui facho de um alfabeto ilustrado pelo bem estar de todos ao seu redor. Uma frase pode ser um elo entre o profissionalismo, a sabedoria e o crescimento pessoal, envolvendo muitas pessoas e traçando caminhos passivos de plenitude de uma capacidade inigualável.

Nunca tenha certeza daquilo que você busca como sua lanterna, sua luz (que você entende por própria) pode ofuscar a verdade do caminho a ser percorrido, deixar encruzilhadas mais complexas e eixos enfraquecidos pelos solavancos da vida. Cuide das peças que movem seu interior.

Desponta agosto com gestos de louvor, de prioridades pelo setembro florido. Desponta um novo tempo, que nos mostra que ainda há tempo de sermos jardins de boas atitudes. Bom agosto. Desfrute da sabedora com gosto.

Somos mais quando somos um!

A diretoria

Nenhum comentário.

Palavra da Diretoria – Julho 2017

“É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe”. (Epiteto)

A humildade ronda a todos, abraça-a quem quer. Nada nos custa o ato de ouvir.
Trará um ônus apenas para aquele que ouve aquilo que não deve, um desgaste para uma vida inteira. Pequenas frases tornar-se-ão enormes, principalmente quando damos atenção demais à sua pontuação inexata.

Aprender é sempre bom. Ouvir é essencial. Praticar o correto é primordial.

A cada dia temos oportunidades de aprender, ouvir e praticar.  Somente teremos crescimento pessoal, profissional e conjunto quando entendermos que pouco sabemos. Quem pensa saber tudo, poderá nadar na finitude do seu aprendizado.

Entendamos que precisamos aprender. Aprendamos o bom entendimento e partilhemos o que temos de melhor.

Somos mais quando somos um!

A diretoria

Nenhum comentário.

Palavra da Diretoria – Junho 2017

“Não há progresso sem mudança. E, quem não consegue mudar a si mesmo, acaba não mudando coisa alguma”. (George Shaw)

A cada dia que passa sentimos mais necessidade de sermos diferentes. A diferenciação é, hoje, uma forma de tornarmos melhor nosso dia-a-dia. Ter pessoas que nos movam ao inusitado é muito positivo. Precisamos vestir as vestes da sabedoria contínua, da energia realista e das fontes de luz, para que possamos ser “condutores” de diferenciações.

Deixar a mesmice é uma questão de necessidade. Ler um livro novo, ler uma reportagem de bom conteúdo informativo, assistir a um bom filme… Tudo isso despede o marasmo e nos conduz pelos caminhos de pessoas diferentes. Aprendemos e ensinamos: fazemos a diferença.

Crie, em junho, uma forma de ser diferente. Partilhe suas positividades conosco.

Somos mais quando somos um!

A diretoria

Nenhum comentário.

Palavra da Diretoria – Maio 2017

INSISTÊNCIA

Há uma forma de reafirmar a coerência: a insistência.
Ser insistente requer luta e força de vontade, no dia a dia, em todos os momentos.

O que há de mais difícil, hoje, dentro das organizações, é ser COERENTE. Deveria ser normal, ser inerente ao ser humano, mas não é… Ser coerente traz em si e por si um incômodo a muitas pessoas que estão ao nosso lado, porque até para sermos bons é difícil. Verdade cravada e reafirmada: é difícil ser bom. Mas nem tudo que tem dificuldade imposta quer ser impossível.

Não é fácil conhecer alguém bom que não tenha pagado o preço por ser assim. Não é fácil conhecer alguém do bem que diga que é fácil ser do bem. Não é por acaso que muitos mártires (da história ou da religião) tenham pagado com a própria vida o fardo de ser bom. Vale a pena ser bom, mas um doce preço pagamos por isso.

Coerência é a palavra do mês de maio. Mês de um clima gostoso, leve e que nos faz bem, ao corpo e à alma. Mas, acredite, há muita gente que reclama quando chega o mês de maio. Ser maio também não é fácil, mas ele sobrevive há séculos. Sem reclamar, coerentemente.

Somos mais quando somos um!

A diretoria

Nenhum comentário.

Palavra da Diretoria – Abril 2017

“O silêncio também fala, fala e muito! O silêncio pode falar mesmo quando as palavras falham.” (Osho)

Vivendo na era do barulho, da alta tecnologia, das conversas e reuniões contínuas, fica muito difícil “ouvir” a voz do silêncio, no nosso dia a dia.

Somos sabedores que as palavras têm poder. Podem construir e destruir, elevar e derrubar. As palavras são sustentáculo ou uma poderosa arma que deixa no chão nossos projetos e futuro.

Convidamos cada membro da Rede Rodar, nesse mês de abril, a refletir sobre o poder da palavra. Isso significa: pensar naquilo que vamos dizer, dizer somente aquilo que tivemos tempo para refletir antes.

O mercado nos convida a essa reflexão porque está repleto de gente que não pensa para falar, não pensa para agir… O mercado nos dá o exemplo de que precisamos ouvir o silêncio, com toda força de vontade. Ouvindo mais, silenciando mais, nós poderemos ter atitudes muito mais duradouras, totalmente confiáveis.

Acreditemos na força da palavra e no poder do silêncio antes de dizê-las. Somente assim teremos capacidade de entrar para o seleto grupo dos SENSATOS.

Ouça sua voz interior, aja com toda força exterior positiva.

Somos mais quando somos um!

A diretoria

Nenhum comentário.